Escrito Por:
Larissa Borges
Larissa Borges
Atualizado:

Entrevista - Pedro Melo, Do Atlético-MG, Explica Parceria De Sucesso Entre o Clube E A Betano

Entrevista – Pedro Melo, Do Atlético-MG, Explica Parceria De Sucesso Entre o Clube E A Betano

O Atlético-MG está vivendo novamente seus dias de glória e se consolidando como uma das maiores equipes do Brasil.

O Galo foi o grande vencedor dos títulos nacionais mais importantes em 2021, como a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Além disso, começou o ano ganhando mais duas competições: a Recopa e o Campeonato Mineiro.

Em campo, os resultados estão sendo muito positivos. Mas isso é reflexo de como o Atlético faz suas parcerias quando a bola não está rolando nos gramados.

Um ótimo exemplo é o marketing do clube e o patrocínio com a Betano. A casa de apostas tem realizado diversas ações para reforçar sua própria marca e a da equipe mineira.

Conversamos com Pedro Melo, diretor de marketing do Atlético-MG para saber como a chegada das casas de apostas tem mudado a dinâmica de patrocínios no futebol brasileiro. Confira!

1. Como está o momento atual do clube e quais as expectativas para a temporada de 2022 para campeonatos nacionais e internacionais?

Esse ano a expectativa do clube é continuar o trabalho que iniciamos em 2020 e que ano passado colhemos os frutos, com os títulos.

A ideia do clube é estar sempre mantendo o alto nível de competitividade, tanto em campo quanto fora de campo, na gestão.

Então, a tendência é, com a nossa arena ficando pronta esse ano ou no início do ano que vem, a cada ano ir subindo um degrau, mas sempre mantendo o alto nível que o clube iniciou no ano anterior.

2. Qual a relevância do marketing e patrocínio para o desempenho do clube?

O marketing e o patrocínio para o clube são fundamentais, pois são uma receita extremamente importante para fazer investimentos, pagar salários e fazer toda a manutenção da vida financeira do clube.

O clube estando em alto nível, competindo, buscando títulos, sempre atrairá grandes marcas e parceiros. Consequentemente, os valores de investimentos são maiores, então, é uma receita fundamental.

No caso do Atlético, entre 25% a 30% da receita do clube vem dessa área de marketing e patrocínios, incluindo o Galo na Veia.

3. Como enxerga o investimento das casas de apostas no futebol brasileiro?

Nesse momento é fundamental a chegada das casas de apostas. Nós tivemos um hiato de investimentos das cotas máster depois da saída da Caixa Econômica dos clubes, mesmo tendo parcerias com grandes patrocinadores.

Ficamos um período lutando muito, não só o Atlético, mas todos os clubes para trazer novos investimentos para pagar o que realmente vale as cotas másters dos clubes.

A chegada das casas de apostas foi fundamental para a gente elevar um pouco o sarrafo do que são esses investimentos e ajudar financeiramente os clubes.

Acredito que agora é um caminho sem volta, pois cada vez estão vindo mais grandes empresas do segmento, o que vai ajudar muito a melhorar o nível das competições e dos próprios clubes.

4. Quais os benefícios que a relação de patrocínio de casas de apostas com os clubes pode trazer para o futebol nacional?

É um produto interessante e está para acontecer a aprovação final do governo brasileiro para termos um mercado regulamentado. O benefício maior é trazer ativação, movimentando esse mercado, até para a concorrência é interessante.

Por exemplo, geralmente são poucos os bancos que decidem patrocinar um clube, que investem no segmento.

Já as casas de apostas são várias empresas, tanto nacionais quanto internacionais, e isso é interessante para movimentar o mercado.

5. Você chegou a perceber um aumento da demanda de casas de apostas interessadas em patrocinar o clube nos últimos dois anos? Quais razões você acredita terem ampliado esse interesse?

Além da questão de estar próxima a regulamentação e de os clubes de futebol brasileiro envolverem muita paixão e pessoas, o investimento em patrocínio também é muito menor do que em outras mídias.

A plataforma futebol tem um investimento obviamente relevante, mas que são diferentes de investimentos em TV e em rádio, pois os valores são mais altos e você atinge também um público muito grande.

Agora, para esse produto que é aposta esportiva, nada mais certo do que você estar em um clube de futebol que tem muita gente acompanhando. É o melhor meio para divulgar a marca.

6. Quais ações o clube tem com a Betano?

Temos diversas ações que a gente já fez com a Betano, como ativação e ações no estádio.

Eles participaram muito ativamente do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, colocando mosaicos nos estádios, ajudando nas festas de comemoração do título, fazendo ativação com os torcedores que também são apostadores da Betano. Também teve a utilização do mascote, rede social, vídeos, enfim, eles são muito bons nisso.

A Betano é uma empresa que ativa muito, faz muitas ações e acompanha muito o clube. Temos um planejamento e se formos, por exemplo, fazer um mosaico, entramos em contato com a marca e eles aceitam participar na hora.

A Betano sabe que esse envolvimento com a torcida é fundamental para o clube e para eles também, pois querem levar clientes para a empresa.

A Betano utiliza os ativos que tem, em especial o Atlético, que hoje sem dúvidas é o principal ativo do futebol brasileiro, pois é o principal time do momento. Eles sabem utilizar esse momento muito bem.

Quanto mais o time está por cima, competindo, chegando em finais e disputando, acaba tendo mais exposição na TV, falam mais do clube, saem mais matérias, têm mais presença na rede social. Sempre que você está bem, a mídia vem atrás e isso é importante para as marcas, principalmente para os patrocinadores máster.

7. As apostas esportivas de cotas fixas são legalizadas no país e o mercado está para ser regulamentado em breve. Você acredita que, com a regulamentação das apostas, os clubes de futebol serão beneficiados de alguma maneira? Por quê?

Sim, pois outras empresas vão acabar querendo entrar no mercado brasileiro também.

Já tem muita empresa no mercado, mas com a regulamentação definitiva, novas empresas que ainda não atuam no país vão querer vir para cá, pois estará tudo regulamentado, sendo um terreno muito mais fácil para atuar.

8. Você acredita que a regulamentação das apostas pode auxiliar na quitação das dívidas públicas dos clubes? Por quê?

Não estou 100% por dentro da regulamentação para poder entender se terá esse viés, mas acredito que se isso acontecer, seria algo bem interessante para os clubes, pois acaba equalizando as dívidas que todos os times brasileiros têm e que não são baixas.

9. Caso o clube se torne uma SAF, quais os benefícios em termos de publicidade e marketing para o clube? Como isso poderá mudar o cenário atual do futebol nacional, considerando que o Atlético é o clube nos holofotes atualmente?

Essa questão da SAF também não há como falar muito, mas a tendência é o clube virar uma SAF, como já aconteceu com outros clubes.

Nesse caso, o Atlético viraria uma empresa e se torna totalmente diferente a questão de investimento, pois você sai de uma associação.

Logo, para captar recursos e patrocinadores é necessário outro formato. Eu acho importante esse movimento e também acredito que ajudará muito não só o Atlético, mas outros clubes brasileiros

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comparar Casas de Apostas

Selecione no máximo 3 casas

Comparar