Responsável por apostas, assessor José Francisco Mansur deixa Governo Lula

Atualizado: 10 Jul 2024
heloisa vasconcelos.webp

Escrito por:

Heloísa Vasconcelos

Sobre o autor

Investigo dados e fatos sobre legislação e tendências para criar notícias exclusivas.Leia mais
Jornalista
jose-francisco-mansur.jpg

O assessor especial da Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda, José Francisco Mansur, deixou o cargo na última sexta-feira (16). O fato foi comunicado em nota pela Assessoria Especial de Comunicação da pasta na manhã desta nesta segunda-feira (19).

Mansur foi o principal nome do Governo Federal sobre apostas esportivas, tendo elaborado as regras da regulamentação e participado de eventos do setor e de discussões no Congresso Nacional sobre o tema.

De acordo com a nota, a exoneração ocorreu por pedido do ex-assessor. Mansur sofria pressão de políticos do Centrão, que têm interesse em liderar a pauta das apostas esportivas no governo.

"Na última sexta-feira (16), o assessor especial da Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda, José Francisco Cimino Manssur, foi exonerado do cargo a pedido. Manssur esteve à frente da elaboração do conjunto de regras para a regulamentação do setor de apostas por quota fixa no Brasil", informou o comunicado.

"O processo foi conduzido ao longo do ano de 2023 e concluído em dezembro, após a aprovação da nova legislação no Congresso Nacional e a sanção da Presidência da República. O Ministério da Fazenda agradece o trabalho prestado por Francisco Manssur ao longo desse período", conclui.

Pressão do Centrão

De acordo com apuração do Blog da Andréia Sadi, da Globo, Mansur foi informado de sua saída na última sexta-feira (16), pelo secretário-executivo da Fazenda, Dario Duringham.

Políticos do Centrão vinham atacando Mansur, de olho na potencial arrecadação do setor, prevista entre R$ 3 a R$ 6 bilhões neste ano, segundo a estimativa da Fazenda. O assessor especial havia blindado o setor, o que irritou partidos do Centrão.

Conforme integrantes do Ministério da Fazenda, as apostas seguem no comando da pasta. Segundo as fontes, a saída de Mansur faz parte de reformulação do ministério, que será anunciada nesta semana.

Comentários

Deixe o seu comentário

Veja o que outros usuários dizem

Ainda sem comentários

Artigos relacionados

symbolLogoGreen
agu.png
10 Jul, 2024
AGU recorre pedido da Loterj contra bloqueio de sites de apostas

Para a Advocacia Geral da União (AGU), o bloqueio é inadequado já que a regulamentação do mercado de apostas é uma competência do governo federal.

Mercado
symbolLogoGreen
canal tigrinho.png
9 Jul, 2024
Atenção!
Canais oferecem dinheiro para criação de 'grupos do tigrinho' no WhatsApp

Esquema inclui pagamentos de R$ 20 a R$ 60 para quem criar os grupos, utilizando listas de contatos vazadas na internet. Grupos são utilizados para divulgar cassinos online ou para venda de produtos.

Mercado
symbolLogoGreen
sites bloqueados.jpg
12 Jul, 2024
Atenção!
Sites começam a ser bloqueados no Brasil após decisão favorável à Loterj

Algumas casas de apostas já estão fora do ar e criam links alternativos para manter o funcionamento.

Mercado
symbolLogoGreen
justiça.jpg
1 Jul, 2024
Casas de apostas sem licença da Loterj podem ser bloqueadas no Rio de Janeiro

A Loteria do Rio de Janeiro recebeu decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para que as casas de apostas não licenciadas no estado sejam bloqueadas pela Anatel. Ainda cabe recurso à decisão.

Mercado
symbolLogoGreen
instagram jogo do tigrinho.jpg
28 Jun, 2024
Instagram é notificado para esclarecer divulgação de cassino online por crianças 

O Ministério Público de São Paulo instaurou processo contra a rede social por suposta omissão diante da propaganda de influencers menores de idade para o jogo do tigrinho.

Mercado
symbolLogoGreen
andré fufuca.png
11 Jul, 2024
Ministério do Esporte deve criar secretaria para acompanhar apostas esportivas

De acordo com o ministro André Fufuca, a secretaria será criada para acompanhar a integridade do esporte diante de denúncias de manipulação de resultados.

Mercado