Santos estuda rescindir contrato com a Blaze após proposta da Parimatch

Atualizado: 20 Fev 2024
heloisa vasconcelos.webp

Escrito por :

Heloísa Vasconcelos

Sobre o autor

Investigo dados e fatos sobre legislação e tendências para criar notícias exclusivas.Leia mais
Jornalista
Captura de tela do site da blaze

Envolvida em polêmicas relacionadas ao jogo do aviãozinho, a Blaze pode perder seu espaço principal na camisa do Santos. O time paulista recebeu uma proposta de patrocínio de R$ 135 milhões da Parimatch.

A proposta de patrocínio máster feita pela casa de apostas envolve o pagamento do valor em três anos, R$ 45 milhões por ano. Com isso, a Parimatch superaria a Vaidebet no título de maior patrocínio do futebol brasileiro.

A Blaze patrocina o time desde abril de 2023, após um acordo assinado na gestão de Andrés Rueda. O valor do patrocínio foi de quase metade do colocado pela Parimatch.

A informação sobre a proposta foi confirmada pelo presidente do Santos, Marcelo Teixeira, em entrevista ao Games Magazine Brasil.

"Temos uma proposta acima da atual do parceiro máster. O Santos, mesmo não disputando a Série A e com apenas duas competições, está recebendo propostas melhores. Uma delas com objetivos e metas a serem alcançadas chegamos a uma proposta de R$ 135 milhões por três anos. Valores acima do mercado", disse.

Uma das empresas que está crescendo no mercado de apostas, a Parimatch hoje é patrocinadora máster do Botafogo.

Avaliação da proposta

O Santos está avaliando pagar a multa rescisória para fechar o contrato com a Parimatch. O contrato fechado no ano passado previa uma duração de dois anos.

Um ponto considerado importante pelo time para a quebra do contrato é o envolvimento da Blaze em polêmicas no último ano, com denúncias de não pagamento por parte de apostadores.

Pode haver brecha jurídica para que a multa rescisória não seja paga caso haja a interpretação de que a imagem do Santos fica prejudicada em razão das polêmicas envolvendo a Blaze.

Comentários

Deixe o seu comentário

Veja o que outros usuários dizem

Ainda sem comentários

Artigos relacionados

symbolLogoGreen
agu.png
10 Jul, 2024
AGU recorre pedido da Loterj contra bloqueio de sites de apostas

Para a Advocacia Geral da União (AGU), o bloqueio é inadequado já que a regulamentação do mercado de apostas é uma competência do governo federal.

Mercado
symbolLogoGreen
canal tigrinho.png
9 Jul, 2024
Atenção!
Canais oferecem dinheiro para criação de 'grupos do tigrinho' no WhatsApp

Esquema inclui pagamentos de R$ 20 a R$ 60 para quem criar os grupos, utilizando listas de contatos vazadas na internet. Grupos são utilizados para divulgar cassinos online ou para venda de produtos.

Mercado
symbolLogoGreen
sites bloqueados.jpg
12 Jul, 2024
Atenção!
Sites começam a ser bloqueados no Brasil após decisão favorável à Loterj

Algumas casas de apostas já estão fora do ar e criam links alternativos para manter o funcionamento.

Mercado
symbolLogoGreen
justiça.jpg
1 Jul, 2024
Casas de apostas sem licença da Loterj podem ser bloqueadas no Rio de Janeiro

A Loteria do Rio de Janeiro recebeu decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para que as casas de apostas não licenciadas no estado sejam bloqueadas pela Anatel. Ainda cabe recurso à decisão.

Mercado
symbolLogoGreen
instagram jogo do tigrinho.jpg
28 Jun, 2024
Instagram é notificado para esclarecer divulgação de cassino online por crianças 

O Ministério Público de São Paulo instaurou processo contra a rede social por suposta omissão diante da propaganda de influencers menores de idade para o jogo do tigrinho.

Mercado
symbolLogoGreen
andré fufuca.png
11 Jul, 2024
Ministério do Esporte deve criar secretaria para acompanhar apostas esportivas

De acordo com o ministro André Fufuca, a secretaria será criada para acompanhar a integridade do esporte diante de denúncias de manipulação de resultados.

Mercado