Quais times da Libertadores são patrocinados por bets? 

Atualizado: 29 Mai 2024
heloisa vasconcelos.webp

Escrito por:

Heloísa Vasconcelos

Sobre o autor

Investigo dados e fatos sobre legislação e tendências para criar notícias exclusivas.Leia mais
Jornalista
larissa borges author

Revisado por:

Larissa Borges

Sobre o autor

Minha revisão minuciosa e faro para novas ideias garantem conteúdo que respondem suas dúvidas.Leia mais
Editora
patrocinio liberadores.jpg

O Brasil é o maior país da América Latina no mundo das apostas esportivas, e isso fica evidente quando vemos que 95% dos times da série A do Brasileirão são patrocinados por sites de apostas.

Um estudo do GE, mostrou que de todos os times da série A à C do Brasileirão, 68% dos patrocinadores são casas de apostas. Mas será que vemos essa relação entre patrocínios e bets em competições da América Latina?

O Aposta Legal Brasil fez um levantamento das marcas que patrocinam os times em 2024 da maior competição de futebol do continente, a Libertadores. Consideramos os patrocinadores master. Veja os dados a seguir:

Time

Patrocinador

País

Talleres

ICBC

Argentina

Estudiantes

Saint-Gobain

Argentina

San Lorenzo

Brubank

Argentina

Rosario Central

City Center

Argentina

River Plate

Codere

Argentina

The Strongest

Tigô

Bolívia

Bolívar

Suzuki

Bolívia

Fluminense

Superbet

Brasil

São Paulo

Superbet

Brasil

Grêmio

Esportes da Sorte

Brasil

Botafogo

PariMatch

Brasil

Flamengo

Pixbet

Brasil

Palmeiras

Esportes da Sorte

Brasil

Atlético-MG

Betano

Brasil

Colo-Colo

Coolbet

Chile

Cobresal

TANDEM

Chile

Huachipato

Novibet

Chile

Palestino

BETesporte

Chile

Junior Barranquilla

Aguila

Colômbia

Millonarios

Andina

Colômbia

Barcelona de Guayaquil

Banco Pichincha

Equador

LDU

Banco Pichincha

Equador

Independiente del Valle

DirecTV

Equador

Cerro Porteño

Aposta.La

Paraguai

Libertad

Pulp GranaGard

Paraguai

Nacional

Antel

Paraguai

Alianza Lima

Apuesta Total

Peru

Universitário

Apuesta Total

Peru

Liverpool (URU)

Antel

Uruguai

Peñarol

Nissan

Uruguai

Caracas

Sellatuparley

Venezuela

Deportivo Táchira

Simmonds Equipment

Venezuela

Talleres

Patrocinador

ICBC

País

Argentina

Estudiantes

Patrocinador

Saint-Gobain

País

Argentina

San Lorenzo

Patrocinador

Brubank

País

Argentina

Rosario Central

Patrocinador

City Center

País

Argentina

River Plate

Patrocinador

Codere

País

Argentina

The Strongest

Patrocinador

Tigô

País

Bolívia

Bolívar

Patrocinador

Suzuki

País

Bolívia

Fluminense

Patrocinador

Superbet

País

Brasil

São Paulo

Patrocinador

Superbet

País

Brasil

Grêmio

Patrocinador

Esportes da Sorte

País

Brasil

Botafogo

Patrocinador

PariMatch

País

Brasil

Flamengo

Patrocinador

Pixbet

País

Brasil

Palmeiras

Patrocinador

Esportes da Sorte

País

Brasil

Atlético-MG

Patrocinador

Betano

País

Brasil

Colo-Colo

Patrocinador

Coolbet

País

Chile

Cobresal

Patrocinador

TANDEM

País

Chile

Huachipato

Patrocinador

Novibet

País

Chile

Palestino

Patrocinador

BETesporte

País

Chile

Junior Barranquilla

Patrocinador

Aguila

País

Colômbia

Millonarios

Patrocinador

Andina

País

Colômbia

Barcelona de Guayaquil

Patrocinador

Banco Pichincha

País

Equador

LDU

Patrocinador

Banco Pichincha

País

Equador

Independiente del Valle

Patrocinador

DirecTV

País

Equador

Cerro Porteño

Patrocinador

Aposta.La

País

Paraguai

Libertad

Patrocinador

Pulp GranaGard

País

Paraguai

Nacional

Patrocinador

Antel

País

Paraguai

Alianza Lima

Patrocinador

Apuesta Total

País

Peru

Universitário

Patrocinador

Apuesta Total

País

Peru

Liverpool (URU)

Patrocinador

Antel

País

Uruguai

Peñarol

Patrocinador

Nissan

País

Uruguai

Caracas

Patrocinador

Sellatuparley

País

Venezuela

Deportivo Táchira

Patrocinador

Simmonds Equipment

País

Venezuela

Para se ter uma ideia, dos 32 times participantes da Libertadores deste ano, todas as 7 equipes do Brasil possuem patrocínio de alguma casa de apostas. Em seguida, o Chile (onde ainda não existe regulamentação), com 3 patrocinadores, Peru com 2 e Paraguai e Venezuela com 1 cada. Os demais países, como Argentina, Colômbia, Equador e Uruguai, não possuem nenhum patrocinador de casas de apostas.

Isso mostra como o mercado de apostas esportivas tem crescido cada vez mais no Brasil. O patrocínio dessas marcas nos clubes brasileiros sendo mostrados para a América do Sul, pode render a estas casas mais visibilidade internacional e, por consequência, mais receita.

Até a própria competição da Conmebol tem como um de seus maiores patrocinadores, a SportingBet, ao lado de grandes marcas como Amstel, Coca-Cola, EA Sports e Mercado Livre.

Por que não existem patrocinadores de casas de apostas no restante da América do Sul?

Apesar de serem os países que iniciaram a regulamentação das apostas esportivas na América do Sul, Colômbia e Argentina não possuem nenhuma casa de apostas como seus principais patrocinadores.

No caso da Argentina, mostra-se uma preocupação atual com o acesso de jovens às apostas esportivas, precisando chegar a bloquear o acesso a esses sites nas escolas públicas do país.

Isso pode estar relacionado ao fato de que países como Argentina e Colômbia entendem que as apostas esportivas podem afetar de maneira negativa parte do público que não sabe o que é o jogo responsável, conforme estudo da Playtech em 2023.

Abaixo, é possível ver como, Argentina, Colômbia e Peru possuem altos índices de pessoas que jogam por diversão. No entanto, são baixos os índices de pessoas que responderam que as apostas não afetam suas vidas.

pesquisa playtec.png

Gráfico retirado da pesquisa da Playtech em 2023

A maior parte dos patrocinadores de times de outros países da América do Sul são bancos, empresas de tecnologia e marcas automotivas, como Nissan. Este, também pode ser um grande motivo para muitos times da América do Sul não atrelarem as suas imagens às casas de apostas.

Por que o Brasil tem tantos patrocinadores de casas de apostas?

Se o Brasil é um país tão grande, com grandes clubes de futebol, por que afinal, a maioria dos times dependem de patrocínios de casas de apostas?

Uma pesquisa da Ibope Repucom, que faz um estudo desde 2018 sobre os patrocinadores de times de futebol na América Latina, percebeu que grandes marcas não estavam mais investindo no Brasil, enquanto investem em outros clubes de países da América Latina. Alguns exemplos são companhias aéreas,automotivas, bebidas alcoólicas e não-alcoólicas, eletrodomésticos, farmacêuticas, entre outros.

As razões podem ser inúmeras e diferentes para cada grande empresa, segundo José Colagrossi, diretor do IBOPE Repucom. Mas segundo ele, muitos dos motivos acabaram sendo a má gestão dos clubes no Brasil e a credibilidade de times, visto que muitos deles também estavam em crise financeira e os patrocinadores não queriam arcar com essas dívidas ou não queriam associar suas imagens aos clubes.

Podemos perceber uma movimentação muito maior hoje em dia na gestão de times de futebol, mas ainda não o suficiente para recuperar a confiança de grandes marcas.

Comentários

Deixe o seu comentário

Veja o que outros usuários dizem

Ainda sem comentários

Artigos relacionados

symbolLogoGreen
cnj (1).jpg
9 Mai, 2024
Governadores entram com ação no STF para pedir mudanças na lei das apostas

Ação Direta de Inconstitucionalidade é assinada pelos governadores de São Paulo, Minas Gerais, Acre, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e do Distrito Federal e questiona pontos que prejudicariam as loterias.

Mercado
symbolLogoGreen
cpi john textor (1).jpg
23 Mai, 2024
John Textor reforça denúncias de manipulação de resultados na CPI das Apostas

O sócio majoritário do SAF Botafogo depôs na CPI na última segunda-feira (22) e apresentou provas aos senadores em sessão secreta.

Mercado
symbolLogoGreen
regis dudena (1).jpg
22 Abr, 2024
Casa Civil nomeia Régis Dudena como secretário de apostas

Apesar de não ter experiência no setor de apostas, Régis é um nome próximo ao secretário-executivo da Fazenda, Dario Durigan. Ele tem experiência em direito público e regulatório.

Mercado
symbolLogoGreen
marco legal jogos fantasy games.jpg
3 Mai, 2024
Fora do marco dos games, como ficam os fantasy games no Brasil?

Aprovado pelo Senado e pela Câmara, o marco legal dos jogos eletrônicos previa incluir inicialmente os jogos de fantasia, mas categoria ficou fora do projeto de lei.

Mercado
symbolLogoGreen
cpi apostas (1).png
17 Abr, 2024
Imperdível
CPI das Apostas Esportivas apresenta plano de trabalho e aprova requerimentos

Senadores terão até o dia 24 de outubro para apreciação e votação de relatório. Comissão investiga casos de manipulação de resultados no esporte brasileiro.

Mercado
symbolLogoGreen
senado (2).jpg
9 Abr, 2024
Nova CPI pode ajudar nos casos de manipulação de resultados? Entenda

CPI realizada no ano passado pela Câmara foi encerrada sem votação de relatório. Nova comissão será instaurada no Senado Federal.

Mercado