Nove jogadores de futebol são punidos por manipulação de jogos

Atualizado: 1 Abr 2024
heloisa vasconcelos.webp

Escrito por:

Heloísa Vasconcelos

Sobre o autor

Investigo dados e fatos sobre legislação e tendências para criar notícias exclusivas.Leia mais
Jornalista
manipulação de resultados stjd

Nove jogadores de futebol foram punidos com suspensão, eliminação e multa por estarem envolvidos em esquemas de manipulação de resultados de jogos.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) realizou o julgamento em sessão extraordinária na última quinta-feira (28), durante a COB EXPO, em São Paulo. Além dos nove atletas punidos, outros três foram absolvidos.

As punições incluíram multas de até R$ 100 mil, além de suspensões de 360 dias até 720 dias. 

O jogador Diego Porfírio, do Guarani, foi eliminado do futebol e não poderá mais jogar. Sidcley, Jesus e Pedrinho foram absolvidos.

As informações são da assessoria de imprensa da STJD.

Julgamento

As punições foram estabelecidas pela última instância do STJD com base em provas colhidas pelo Ministério Público de Goiás na Operação Penalidade Máxima.

A maior pena foi conferida a Diego Porfírio, que confessou ter recebido R$ 50 mil para receber cartão amarelo em uma partida e, segundo denúncia, teria atuado como intermediário e captador do atleta Alef Manga para o grupo de apostadores.

Diego-Porfirio.webp

Diego Porfírio foi banido do futebol (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)

Os auditores do STJD pediram à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a extensão internacional da decisão.

"Diante do atual cenário, a presente decisão deve abordar também a abrangência da punição desportiva aplicada aos denunciados. A despeito de estarmos diante de infrações disciplinares cometidas, processadas e julgadas em território nacional, a gravidade dos fatos narrados corroborou para a aplicação do Código Disciplinar da FIFA", justificou o auditor Paulo Feuz, relator do processo.

Atletas punidos

  • Nino Paraíba, atleta do Paysandu-PA; punido com 720 dias e R$ 100 mil de multa.
  • Bryan, atleta profissional que teve como último clube no Brasil o Athletico Paranaense-PR; 360 dias e R$ 50 mil de multa.
  • Diego Porfírio, atleta do Guarani, eliminação e R$ 60 mil de multa
  • Alef Manga, atleta do Coritiba-PR; 360 dias e R$ 50 mil de multa.
  • Vitor Mendes, atleta do Atlético Mineiro-MG; 720 dias e R$ 70 mil de multa.
  • Sávio Alves, atleta profissional que teve como último clube no Brasil o Goiás-GO; 360 dias e R$ 30 mil de multa.
  • Thonny Anderson, atleta do ABC-RN; multa de R$ 40 mil.
  • Dadá Belmonte, atleta do América-MG; 600 dias e R$ 70 mil de multa.
  • Igor Cárius, atleta do Sport-PE; R$ 360 dias e R$ 40 mil de multa.

Comentários

Deixe o seu comentário

Veja o que outros usuários dizem

Ainda sem comentários

Artigos relacionados

symbolLogoGreen
agu.png
10 Jul, 2024
AGU recorre pedido da Loterj contra bloqueio de sites de apostas

Para a Advocacia Geral da União (AGU), o bloqueio é inadequado já que a regulamentação do mercado de apostas é uma competência do governo federal.

Mercado
symbolLogoGreen
canal tigrinho.png
9 Jul, 2024
Atenção!
Canais oferecem dinheiro para criação de 'grupos do tigrinho' no WhatsApp

Esquema inclui pagamentos de R$ 20 a R$ 60 para quem criar os grupos, utilizando listas de contatos vazadas na internet. Grupos são utilizados para divulgar cassinos online ou para venda de produtos.

Mercado
symbolLogoGreen
sites bloqueados.jpg
12 Jul, 2024
Atenção!
Sites começam a ser bloqueados no Brasil após decisão favorável à Loterj

Algumas casas de apostas já estão fora do ar e criam links alternativos para manter o funcionamento.

Mercado
symbolLogoGreen
justiça.jpg
1 Jul, 2024
Casas de apostas sem licença da Loterj podem ser bloqueadas no Rio de Janeiro

A Loteria do Rio de Janeiro recebeu decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para que as casas de apostas não licenciadas no estado sejam bloqueadas pela Anatel. Ainda cabe recurso à decisão.

Mercado
symbolLogoGreen
instagram jogo do tigrinho.jpg
28 Jun, 2024
Instagram é notificado para esclarecer divulgação de cassino online por crianças 

O Ministério Público de São Paulo instaurou processo contra a rede social por suposta omissão diante da propaganda de influencers menores de idade para o jogo do tigrinho.

Mercado
symbolLogoGreen
andré fufuca.png
11 Jul, 2024
Ministério do Esporte deve criar secretaria para acompanhar apostas esportivas

De acordo com o ministro André Fufuca, a secretaria será criada para acompanhar a integridade do esporte diante de denúncias de manipulação de resultados.

Mercado